4ebed7efffc0e4484ba2a62c9aa5f0c1.jpg
49cc71f707a57070b6e1ec9be66577e7.jpg
Paranapiacaba

História de Paranapiacaba

Escrito por  Samotur
on 25/09/2012

Conheça um pouco mais sobre a história da centenária Vila de Paranapiacaba, este simpático lugarejo, localizado no município de Santo André a cerca de 50 km de São Paulo e que ainda guarda o charme dos fundadores Ingleses e as características de clima, vegetação e arquitetura que a tornam um cenário único.

Consulte o Guia de Serviços de Paranapiacaba
para ter acesso a todos os contatos de pousadas, restaurantes,
ateliês, monitorias e demais serviços turísticos
disponíveis na Vila de Paranapiacaba.

 

 
Veja abaixo um pouco mais sobre a história de paranapiacaba:

INFORMAÇÕES GERAIS

  • Localizada na região sudeste do município de Santo André, no limite entre o Planalto Paulista e a Serra do Mar, integrante da região metropolitana de São Paulo.
  • Santo André possui 55% do seu território em área de mananciais, que compõem o cinturão verde da cidade de São Paulo – vegetação de Mata Atlântica.
  • Clima: Sub-tropical úmido.
  • A vegetação é caracterizada pela Mata Atlântica.
  • Temperatura Média: verão – 22° C, inverno – 18° C
  • População Atual: 1.100 habitantes

Paranapiacaba

A Vila Ferroviária de Paranapiacaba, situada no município de Santo André, SP, é o mais importante patrimônio arquitetônico “victorian style” no Brasil, proveniente da ocupação inglesa na Serra do Mar para construção da estrada de ferro Santos-Jundiaí, no final do Século XIX.
A origem de Vila teve a primeira movimentação humana a partir dos índios tupis que a nomearam de Paranapiacaba, significando em seu idioma: “de onde se vê o mar”. Era esta a visão que tinham os povos indígenas que passavam pela região rumo ao planalto. Posteriormente, naquele caminho íngreme utilizado pelos índios foi construída pela São Paulo Railway Co., 1867, a partir da Estação Alto da Serra, atual Estrada de Ferro Santos-Jundiaí, dando origem à ocupação da área pelos ferroviários.
A partir de então este passou a ser o principal meio de escoamento rápido rumo aos mercados da Europa, via porto de Santos da produção da lavoura do café, que chegou ao Rio de Janeiro e logo se espalhou pelo Vale do Rio Paraíba e, posteriormente, oeste paulista.
Em 1856 a então recém-criada empresa inglesa São Paulo Railway Co. recebia, por decreto imperial, a concessão para a construção e exploração da ferrovia por 90 anos.
A Vila, inicialmente um acampamento de operários, após a inauguração da ferrovia, em 1867, transformou-se na Estação Alto da Serra, para cuidar da manutenção do sistema. Em função de sua localização, último ponto antes da descida da serra, a Vila começou a ganhar importância.
Em 1946, termina o período de concessão e todo o seu patrimônio é incorporado ao Governo Federal. Esse fato é apontado pelos antigos moradores como o início da decadência da Vila, que passou nas décadas seguintes por um processo de degradação até ser comprada pela Prefeitura de Santo André em 2002.
A partir desta data é que se iniciou um trabalho efetivo para a preservação do patrimônio e alavancar o desenvolvimento sócio-econômico local através do turismo.
A Vila encanta por suas casas de madeira hierarquicamente divididas pelas ruas planejadas da Vila Martin Smith, na Parte baixa, pelo relógio que ditava oritmo das atividades, pelo colorido das casas do morro da Parte Alta, pelo movimento dos trens e por sua típica neblina.
Em junho de 2003 foi criado Parque Natural Municipal Nascentes de Paranapiacaba, uma Unidade de Conservação de 4 milhões de m2 de área de patrimônio natural, para conservar os exuberantes recursos naturais da Mata Atlântica e as várias nascentes que contribuem para o abastecimento da Represa Billings, localizados no entorno da Vila de Paranapiacaba Em 1987 o patrimônio arquitetônico e natural de Paranapiacaba foi tombado pelo órgão estadual, CONDEPHAAT, em 2002 é tombado pelo IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e em 2003 na esfera municipal pelo COMDEPHAPASA.
Paranapiacaba, além de ter sido incluída entre os 100 monumentos mais importantes do mundo, pelo World Monuments Fund – organização não-governamental que atua na área de preservação do patrimônio histórico é Núcleo da Reserva da Biosfera do Cinturão Verde da Cidade de São Paulo e integra a Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, reconhecida pela Unesco como de relevante valor para humanidade.


Veja outros artigos sobre a Vila de Paranapiacaba em nosso site

samotur - logo2

SAMOTUR  
.COM.BR
Samotur Turismo e Eventos
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
55 11 2759 7672 / 98846 7672

Também estamos nas redes sociais:

Facebook Linkdin | Twitter | Youtube
Nossa empresa é cadastrada no Ministério do Turismo:
cadasturMTur
No. 26.049300.10.0001-0